O que é o CEFA?

O Coletivo Escola Família Amazonas nasceu a partir da inquietação de pais e mães interessados em discutir modelos alternativos de educação. Nos portões de escolas, em festas e churrascos, esta inquietação tomava corpo e gerava muita conversa: “que escola colocar nossos filhos? Tem uma pública legal? As particulares fazem a diferença? As crianças desenvolvem atividades ao ar livre? Precisa usar uniforme? Tem muita tarefa? Eles têm tempo para brincar? Os professores são afetuosos? Como são os materiais didáticos? Como é a interação entre as turmas? E as reuniões entre pais e mestres?

Estas mães e pais inquietos, cuja maioria tem filhos ainda na primeira infância, valorizam aspectos da educação como as artes, a educação ambiental, a filosofia e a sociologia. Acreditamos na relevância da escola na formação de cidadãos autônomos, críticos, criativos, que respeitem o próximo e a si mesmos.

A formalização do coletivo é recente e nosso primeiro encontro foi em abril de 2015. A proposta era fazermos rodas de conversa, estudar textos, ver filmes, e nos encontrarmos com pessoas com experiências em escolas de linhas pedagógicas alternativas ao modelo tradicional. Ou seja, sentíamos a necessidade de saber mais sobre possíveis alternativas de educação escolar.
Como ponto de partida da nossa reflexão, neste primeiro encontro, assistimos ao filme “Quando Sinto que já sei”. A partir dele discutimos a escola de hoje, com um modelo que não faz mais sentido há tempos e sobre as angústias de desconhecermos alternativas de escola em Manaus com metodologias inovadoras.

Concluímos que temos a responsabilidade em transformar um pouco a realidade da cidade que vivemos, pelo simples fato de que de nada adianta agirmos exclusivamente pelos nossos filhos.

Foi então que, logo neste primeiro encontro, percebemos a necessidade de expandir esta nossa procura e coletivizá-la com ainda mais pessoas, acreditando na repercussão destas discussões dentro de todo o sistema escolar Manauara, através de seminários, oficinas, rodas de conversa, exibição de filmes e visitas à escolas públicas. Profissionais educadores também integraram nosso grupo, trazendo contribuições que vão além do nosso perfil de pais e mães.

Enfim, nós, do CEFA, trabalhamos voluntariamente por uma causa comum, temos força e consciência da necessidade em dialogarmos mudanças reais dentro do atual sistema escolar brasileiro, que inclui nossos filhos e o futuro de todos nós enquanto nação.


Helena Singer e Braz Nogueira. Seminário Mudar a Escola, Melhorar a educação: transformar vidas. 31-07-2015

Baixar o arquivo